Tribunais de contas discutem avanço da auditoria por resultados na Educação

Institucional

Objetivo do Projeto Integrar é o desenvolvimento d ...

Servidores dos tribunais de contas de todo o país que fazem parte do Projeto Integrar estiveram reunidos, virtualmente, na manhã da última quarta-feira (1º de abril). Durante a videoconferência, convocada em atendimento às normas de distanciamento social estabelecidas devido à pandemia da Covid 19, foram debatidos os avanços do projeto, cujo objetivo é o desenvolvimento de estratégias integradas para seleção de auditorias com base em risco.

A primeira área na qual a nova metodologia de trabalho será aplicada é a Educação. "O projeto entra agora numa nova fase, em que um número maior de Tribunais vem somar", declara Adriana Domingos, técnica de controle e representante do Tribunal de Contas do Estado do Paraná no Projeto Integrar. A reunião por acesso remoto teve a participação de cerca de 70 servidores e conselheiros dos TCs participantes. 

O Projeto Integrar é o resultado de um acordo de cooperação firmado entre o Tribunal de Contas da União (TCU) e a Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE). A Comissão Técnica de Educação (CTE) do Instituto Rui Barbosa (IRB) atua como intermediária entre o TCU e os tribunais de contas dos estados. O TCE-PR é um dos nove tribunais de contas estaduais convidados a fazer parte do Integrar, desde o seu início.

Na reunião da última quarta-feira, o Projeto foi apresentado, com a discriminação de seus objetivos, evolução, produtos em desenvolvimento e participação dos tribunais de contas. Também houve espaço para esclarecimento de dúvidas e debate.

De acordo com a coordenadora do Projeto Integrar no TCU, Renata Carvalho, o Integrar "visa desenvolver uma metodologia que permita aos tribunais de contas trabalhar de forma mais estratégica e coordenada, selecionando ações de controle com maior risco e com mais potencial de impacto". A coordenadora enfatizou que, nesse contexto, o "foco primeiro de atenção é a Educação".

(Com informações da Assessoria de Comunicação do TCE-MG)

 

Autor: Diretoria de Comunicação Social Fonte: TCE-PR

 
   
 

Enviar

 
   
 
   

Enviar