TCE-PR vai apurar denúncia contra vereador de Maringá, alvo de comissão da Câmara

Municipal

Sede da Câmara Municipal de Maringá, no Norte do P ...

O Tribunal de Contas do Estado do Paraná (TCE-PR) vai instaurar procedimento para apurar denúncia formulada contra vereador de Maringá que estaria usando de meios ilegais para conseguir informações junto à prefeitura daquele município, acessando clandestinamente banco de dados, além de ter contratado um condenado pela Justiça para atuar como assessor, dentre outras irregularidades.

O investigado, vereador Homero Marchese, também é alvo de uma Comissão Processante da Câmara Municipal de Maringá proposta com base em denúncia de sua própria legenda, o Partido Verde. Segundo a denúncia, o vereador tem atuado com desvio de finalidade e abuso de poder.

Em documento encaminhado à Câmara Municipal, o partido de Marchese também relata a prática de assédio moral e intimidações pelo vereador. Nesta semana, a Câmara Municipal de Maringá acatou, por 11 votos a 3, a abertura de comissão processante por suposta quebra de decoro parlamentar de Marchese. A iniciativa foi resultado de solicitação protocolada pelo diretório municipal do PV.

Após a sessão ordinária, os integrantes da CP promoveram a reunião de instalação da comissão e fizeram a notificação oficial do vereador. A partir deste comunicado, ele tem 10 dias para apresentar defesa prévia, por escrito, indicando as provas que pretende produzir e arrolar testemunhas. Considerando este calendário, os integrantes da comisão processante agendaram para o dia 17 de outubro, às 14 horas, a segunda reunião da equipe.

Autor: Diretoria de Comunicação Social Fonte: TCE/PR

 
   
 

Enviar

 
   
 
   

Enviar