Acesse as páginas diretamente: Notícias: https://www1.tce.pr.gov.br/noticias

Na UEPG, Tribunal começa capacitação de universitários para o controle social

Controle Social

O auditor de controle externo Luiz Henrique de Bar ...

Cerca de 100 alunos dos cursos de Engenharia Civil e Arquitetura da Universidade Estadual de Ponta Grossa (UEPG) participaram, nesta segunda-feira (11 de março) do início do projeto Ver a Cidade, que será desenvolvido em parceria entre a instituição, o Tribunal de Contas do Estado do Paraná e o Conselho Regional de Engenharia e Agronomia do Paraná (Crea-PR). O objetivo de integrar a academia ao Programa de Controle Social do gasto público desenvolvido pelo TCE-PR.

Para o vice-reitor da UEPG, professor Ivo Motim Demiate, a parceria com o Tribunal de Contas mostra que a universidade está disponível para a sociedade e atende à demanda dos alunos por trabalho. "Será uma experiência riquíssima auxiliar nas fiscalizações das obras públicas paralisadas nas cidades do Paraná. Com esta grande oportunidade, formaremos engenheiros cidadãos, com o sistema público de ensino se apresentando à sociedade, atingindo suas demandas", reforçou.

Já o professor Carlos Emanuel Lautenschlager, que coordena o Departamento de Engenharia da instituição, afirmou que "a iniciativa possibilitará um aprofundamento executivo e técnico para que os alunos tenham uma visão mais ampla da sua área de atuação".

O auditor de controle externo do TCE-PR Ricardo Alpendre, que responde pela Coordenadoria de Atendimento ao Jurisdicionado e de Controle Social (CACS), fez um relato sobre como se desenvolverá o programa e a importância de as universidades se associarem ao Tribunal no processo de controle social.

"É uma parceria de suma importância a participação de vocês, levando a academia a auxiliar na fiscalização, fortalecendo o controle social", ressaltou, lembrando que a atual gestão do Tribunal pensa de forma mais ampla além de punir. "Hoje estamos convocando a sociedade a participar de forma efetiva do controle social, buscando criar um movimento em que todos possam fiscalizar de maneira autônoma, com a devida orientação, os gastos públicos, enfatizou Alpendre.

Também responsável pela apresentação do projeto aos universitários, o engenheiro civil Luiz Henrique de Barbosa Jorge, da Coordenadoria de Obras Públicas (COP) do TCE-PR, disse que "caberá à nova geração mudar o quadro em que se encontram hoje certas políticas públicas. E é para isso que o Tribunal está aqui hoje, iniciando este projeto com este segmento fundamental da sociedade, que é a universidade".

Também participaram da primeira atividade do Ver a Cidade o engenheiro Paulo Daschevi, coordenador de Obras Públicas do TCE-PR; a vice-presidente do Crea-PR, Margolaine Giacchini; e a gerente regional da entidade nos Campos Gerais, Ana Paula Afinovic.

 

Quatro universidades

O Ver a Cidade envolve alunos de graduação das quatro universidades estaduais que possuem cursos de Engenharia Civil - além da UEPG, a UEL (Londrina), a UEM (nos campi de Maringá e Umuarama) e a Unioeste (Cascavel) - na fiscalização e divulgação de informações sobre obras municipais paralisadas nessas cidades e regiões.

O projeto faz parte de um conjunto de 14 iniciativas que serão desenvolvidas pelo TCE-PR com as sete universidades estaduais paranaenses para fortalecer o controle social. O Termo de Cooperação Técnica com a Secretaria da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior do Estado (Seti-PR) e as universidades foi assinado em 20 de janeiro, na sede do TCE-PR, em Curitiba. A participação dos universitários nessas ações contará como atividades de extensão.

No total, 60 estudantes e dez orientadores atuarão no projeto Ver a Cidade, sob supervisão do Crea-PR e após receber capacitação do TCE-PR.

 

Autor: Diretoria de Comunicação Social Fonte: TCE/PR

 
   
 

Enviar

 
   
 
   

Enviar