Empossado, conselheiro Augustinho Zucchi defende trabalho técnico e justo

Institucional

Augustinho Zucchi discursa durante a solenidade de ...

"Todos devemos prezar pela boa utilização dos recursos públicos. Afinal é isso que espera a população que paga impostos, contribui com seu trabalho, gera dividendos e empregos. Nossa função é fazer com que os recursos voltem para melhorar a cidadania de cada pessoa que habita o nosso Estado". Essas palavras marcaram o discurso de posse de Augustinho Zucchi no cargo de conselheiro do Tribunal de Contas do Estado do Paraná (TCE-PR).

A solenidade foi realizada na tarde desta quarta-feira (25 de janeiro), na sessão extraordinária nº 1/2023 do Tribunal Pleno. Zucchi lembrou da origem rural e humilde de sua família e do sonho de infância, de ser agrônomo e deputado - ambos já realizados. "Sempre busquei retidão naquilo que faço e vou trabalhar para que o Tribunal continue tendo o respeito do nosso país", afirmou Zucchi.

Na avaliação do conselheiro recém-empossado, a atuação política e o controle externo do gasto público têm o mesmo sentido e cumprem os mesmos objetivos. "O critério é técnico e legal, e a decisão deve ser justa", declarou. "Além de punir o que, infelizmente, é o caso, é fundamental que se possa orientar, para evitar que um mero erro técnico possa levar a uma condenação."

 

Solenidade

Compuseram a mesa da solenidade de posse o presidente do TCE-PR, conselheiro Fernando Guimarães; o vice-governador do Paraná, Darci Piana; o presidente da Assembleia Legislativa, deputado Ademar Traiano; o procurador-geral de Justiça, Gilberto Giacoia; a procuradora-geral do Ministério Público de Contas (MPC-PR), Valéria Borba; e o defensor público André Ribeiro Giamberardino. A plateia era composta por outras autoridades, membros e servidores do TCE-PR, familiares e amigos do conselheiro.

Após prestar o compromisso legal e assinar o termo de posse, Zucchi recebeu da esposa, Andreia Nierotka, as vestes talares. Em seguida, tomou assento no corpo deliberativo do Tribunal, onde comporá a Segunda Câmara de julgamentos. Ele ocupou a vaga do conselheiro Nestor Baptista, que se aposentou no final de novembro.

Indicado pelo governador, Carlos Massa Ratinho Junior, Zucchi teve o nome aprovado pela Assembleia Legislativa do Estado em 14 de dezembro passado. O Decreto nº 12.902 com a nomeação foi publicado em 30 de dezembro,  na edição nº 11.327 do Diário Oficial do Poder Executivo do Estado do Paraná.

Em nome dos membros e servidores do TCE-PR, o presidente deu as boas-vindas e desejou sucesso ao novo conselheiro. A procuradora-geral do MPC-PR, Valéria Borba, destacou o currículo do empossado - que foi servidor público estadual, deputado e prefeito - e afirmou que a sua nomeação para o cargo é o reconhecimento legítimo desses méritos.

"O senhor merece estar aqui. Tem um currículo à altura para estar sentado nesta cadeira. Além de arejar e renovar nossos quadros, contribuirá enormemente para o desenvolvimento do controle externo", afirmou Valéria.

 

 Currículo

Nascido em Itapejara do Oeste (Sudoeste do Estado), Augustinho Zucchi tem 60 anos. É engenheiro agrônomo formado pela Universidade Federal do Paraná (UFPR). Durante o período de estudos, atuou no movimento estudantil. Funcionário de carreira do antigo IAP - atual Instituto Água e Terra (IAT) -, chefiou o Escritório Regional de Pato Branco e foi diretor do órgão, em Curitiba. Entre 1991 e 1994, chefiou o Escritório Regional da Secretaria de Estado da Agricultura em Pato Branco.

Foi deputado estadual por cinco mandatos (entre 1994 e 2012). Na Assembleia Legislativa, integrou diversas comissões e presidiu, por quatro anos, a Comissão de Agricultura, Indústria e Comércio. Foi membro da Mesa Executiva em quatro mandatos, nos cargos de secretário e vice-presidente. Deixou o Legislativo estadual para exercer o mandato de prefeito de Pato Branco, cargo para o qual foi eleito em duas gestões (2013-2016 e 2017-2020). Antes de ser eleito conselheiro do TCE-PR, foi secretário estadual de Desenvolvimento Urbano e Obras Públicas no ano de 2022.

 

Autor: Diretoria de Comunicação Social Fonte: TCE/PR

 
   
 

Enviar

 
   
 
   

Enviar